• Site oficial do Rabino marcos Barreto
  • Site oficial do Rabino marcos Barreto
  • Site oficial do Rabino marcos Barreto
  • Site oficial do Rabino marcos Barreto

DESTAQUES DO SITE
Joomla extensions and Joomla templates by JoomlaShine.com
Enquete
O que você achou do nosso site?
 
Últimos Artigos
A morte que é vida.

Uma das histórias mais impactantes da bíblia, é a contado em João 20, onde é narrada parte da vida de uma mulher marginalizada, mas que por fazer parte da galeria dos servos bem aventurados de toda Bíblia teve seu nome eternizado nas escrituras.  

Maria uma abandonada e tão criticada pela sociedade da época, tinha em seu coração o desejo ardente de servir ao Senhor, literalmente falando. Indo ao sepulcro, à noite e sozinha, esta foi buscá-lo, Senhor mesmo sabendo que ele estava morto. Maria teve cinco atitudes que transformaram sua vida.

Primeira atitude: Fé inabalável

Enquanto os discípulos estavam choramingando, tristes, abatidos, desanimados, Maria, uma heroína da fé, persistia em buscar ao Senhor, crendo que estava para receber uma benção, porque guardava em seu coração o verso que se encontra em Jr 29:13 “buscar-me-eis e me achareis, quando me buscares de todo vosso coração”. E também no verso 14 “serei achado de vós, diz o Senhor...”

Segunda atitude: Tirar os olhos daquilo que é morte

Maria desviou os olhos da morte propriamente dita. Ela enxergou não a morte, mas a ressurreição, sabendo que tudo subsiste Nele, até mesmo a morte se torna vida, sendo Ele e somente Ele a própria vida de Deus para a humanidade.

Assim como Maria precisamos tirar os olhos daquilo que é morte:

Tirar os olhos do pecado e enxergar o perdão.
Tirar os olhos da destruição e enxergar reconstrução.
Tirar os olhos do tempo perdido e enxergar o tempo que se pode ganhar a partir de agora.
Tirar os olhos da morte e enxergar a vida que ainda existe.
Passar a ver as coisas que existem na vida de maneira diferente, sabendo que é Deus tem o controle da vida.  Firmando os olhos Naquele que é o autor da fé.

Lucas 11:34, nos diz “Se teus olhos forem bons, todo teu corpo será luminoso”, portanto amados podemos escolher onde colocamos nossos olhos, paremos de olhar a vida supervalorizando o que é morte, fazemos isto quando colocamos defeito em tudo e em todos, reclamando da vida o tempo todo, esquecendo que só o fato de estarmos vivos já é motivo de nos alegrarmos e glorificarmos a Deus.

Se alguém se acha “perfeito” deixe que os imperfeitos vivam. Pessoas muito críticas, normalmente são mal humoradas, exigem dos outros uma perfeição que nem elas mesmas têm.  Abra os teus olhos, pois ainda resta algum tempo, para você mudar sua atitude.

A terceira atitude: Ignorar as dificuldades

Maria, não levou em consideração as dificuldades, preste atenção: ao pedir o corpo de Jesus, ela não parou para pensar como o retiraria dali, indo à noite, sozinha. No verso 15b, ela diz “dá-me o corpo do meu mestre”. Ele é meu, Ele é meu. Ainda que Ele estivesse morto (na visão dela Ele estava), mesmo assim insistia que queria o corpo de Jesus, estava disposta a fazer qualquer coisa para estar com Ele.
 
Quantos crentes nos dias de hoje, deixam de buscar ao Senhor por causa da chuva, do frio, do cansaço, dos seus afazeres? Abrindo mão de estarem na presença do Senhor, por mirarem-se somente nas dificuldades ou em outras coisas, esquecendo que o autor da vida está a esperá-lo e se compraz em abençoá-lo. Não temos o direito de nos cansarmos ou murmurarmos diante do que Jesus fez por nós no calvário.

A quarta atitude: Reconhecer a voz do Senhor

Maria, no verso 16, ouve a voz do Senhor a chamá-la: “Maria”, veja, ela conhecia a voz do Senhor, pois somente Ele a chamava assim, somente Ele despertava nos seus ouvidos o desejo de ouvi-lo ainda mais. Quando Ele disse, “Maria”, o coração dela naquele momento se acelerou. Então ela o reconheceu e lembrou-se que não poderia existir voz mais doce do que a voz do Senhor, seu Mestre.

Quantos nos dias de hoje, vão aos cultos, mas não conhecem a voz do Seu Senhor e Salvador? Não ouvem Seu chamado, nem mesmo quando Jesus o chama pelo nome. Somente é possível reconhecermos a voz do Senhor quando desejamos estar com Ele, não importando as dificuldades, não importando a aparências ou as circunstâncias.

A quinta atitude: Obediência

Maria obedece à ordem do Senhor no verso 17, quando Jesus disse “vai aos meus discípulos e avisa que estou vivo”.

Quantas novas revelações, visões, livramentos e palavras o Senhor quer nos dar? E por não enxergar-mos a vida que há Nele, não O ouvimos, não nos aproximamos Dele, e, por conseguinte não temos como obedecê-lo.

Devemos buscar ao Senhor sem interferências de homens ou circunstâncias. Tiremos os olhos dos homens que carregam palavras maldosas em seus corações.  Provérbios 24:1-2 ”Não tenhas inveja dos homens malignos, nem queiras estar com eles, porque o seu coração maquina violência, e os seus lábios falam para o mal”.

Evite os homens que tenham maldade dentro de si. Pois uma coisa é certa, estes não cessam de pensar e tramar contra os puros de coração.

Nunca coloque impedimentos ou barreiras ante seus projetos, pois estes antes de nascerem em seu coração, já estavam no coração do Deus altíssimo, criador dos Céus e da terra. Você pode! Você vai conseguir! Você tem do seu lado, o maior amigo e ajudador que uma pessoa pode desejar: o próprio Deus de Israel.

Ouça a voz do Senhor, aprenda a escutá-lo, você mesmo. Não corra atrás de falsas profecias, vinda de pessoas enganadoras, que muitas vezes só querem o seu dinheiro, seu status ou os seus pertences.

Obedeça a Bíblia, a palavra de Deus. Fique com os ensinamentos da Bíblia, e não com doutrinas humanas e falsas, cheias de legalismos e costumes fantasiosos, busque o Senhor enquanto se pode achar.

Rabino Marcos Barreto

 
< Anterior   Próximo >

 

As mais lidas
Invista no Reino de D'us
 
 
 
 
 
Visitantes online
Nossa Agenda
 
 Agenda do Pastor
 

 
Criação, desenvolvimento e hospedagem de websites.